Carta de despedida da Representante da Agência Judaica no Brasil – Gaby Glazman

14.3.2013

Caros amigos,
Dentro de alguns dias encerro minha shlichut – minha missão -no Brasil.
Fui enviada com o objetivo ser um elo vivo entre Israel e Brasil e rapidamente aprendi que tinha muito para aprender com vocês. Principalmente aprendi a diferença substancial entre ser israelense e ser uma judia que vive em uma comunidade judaica.
Vi claramente que a continuidade do judaísmo fora de Israel é um desafio muito complexo, e que dedicar seu tempo livre em prol de atividade comunitária voluntária é uma opção nada fácil; aprendi que a decisão de mandar os filhos para uma escola judaica ou um movimento juvenil não é óbvia, e, mesmo, que interromper a trilha convencional e viajar a Israel por um ano dentro do marco de “Masa” não é uma decisão automática. Sem falar de decidir abandonar uma vida construída no Brasil, fazer Aliá e começar tudo de novo em Israel .
Os planos familiares eram de ficar no Brasil por um curto período, dois-três anos no máximo. Eu olho para trás e sorrio,no fim convivi com vocês por quase cinco anos !
Foram anos muito intensos, de trabalho árduo e dedicação diária, mas quando vislumbro o caminho que fizemos juntos tenho certeza de que valeu cada dia.
Tenho hoje amigos na maioria das comunidades judaicas do Brasil, dirigentes comunitários, rabinos, educadores, estudantes, jovens de movimentos juvenis, membros da comunidade. Vocês me deram a oportunidade de participar em seus projetos , ideias, e sonhos. E agradeço com alegria por terem me incluído em seu mundo.
Quando começamos a falar em despedida, cheguei à conclusão que para mim a melhor forma de despedida seria deixar uma mensagem de realização. Decidi então que não teríamos uma festa de despedida, eem seu lugar o dinheiro será usado em um seminário de liderança que se realizará em breve, com a participação de cerca de cem jovens que atuam hoje nas lideranças dos movimentos juvenis de todo o Brasil; jovens que, acredito com todo meu ser, serão a liderança desta comunidade no futuro próximo.
Começo uma nova etapa , que será com certeza um novo desafio, e prometo não esquecer no futuro o que aprendi com vocês.
Eu, Gustavo, Liam e Iuval nos despedimos do Brasil. Gustavo e eu , que nascemos naArgentina, continuamos sendo israelenses e argentinos com um tempero brasileiro , mas não tenho dúvidas de que Liam e Iuval têm duas identidades, israelense e brasileira.
Deixamos o Brasil fisicamente, mas levamos conosco sua beleza, o calor de seu povo, a música, a paixão do futebol, os cheiros, e a grande alegria que o Brasil dá ao mundo.
Me despeço com um poema de Mario Quintana “na convivência o tempo não importa; se for um minuto, uma hora, uma vida. O que importaé o que ficou deste minuto, desta hora, desta vida”.

Chag Pessach sameach
Gaby Glazman
Representante da Agência Judaica no Brasil
Email: gabyglazman@gmail.com

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s