Alistamento de ultraortodoxos avança em Israel

O gabinete do governo de Israel aprovou um projeto que terminaria de maneira gradual com o sistema que automaticamente dispensa estudantes dos seminários ultraortodoxos do serviço militar. Sob este sistema, que existe desde a fundação do Estado judaico em 1948, milhares de rapazes deixam de prestar o serviço militar para prosseguir com os estudos religiosos, o que tem causado ressentimento entre os seculares. O projeto ainda precisa de aprovação do Parlamento.

A mudança no sistema foi questão central nas eleições de janeiro e levou o partido secular Yesh Atid, que defende o projeto, ao governo. O atual gabinete é o primeiro em dez anos sem integrantes ultraortodoxos. O primeiro-ministro Benjamin Netanyahu disse ontem que, se aprovada, a mudança no sistema será implementada “gradualmente”. Já os líderes ultraortodoxos condenaram a decisão, acusando-a de infringir o seu estilo de vida.

Leia a matéria completa no Yahoo Notícias

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s