Líderes mundiais criticam postura anti-Israel de países latino-americanos

Um grupo de líderes políticos de todo o mundo, incluindo ex-presidentes do Peru e do Uruguai, criticou os países latino-americanos que chamaram seus embaixadores em Israel, por causa do conflito em Gaza. Eles defendem a política israelense contra o Hamas.

Brasil, Chile, Peru, Bolívia e Equador chamaram seus embaixadores. Em 23 de julho, o Itamaraty publicou nota em que critica Israel, mas omite a responsabilidade do Hamas.

“A manipulação da informação na América Latina sobre o atual conflito na Faixa de Gaza não só intoxica os cidadãos, mas inspira políticas erradas e condenáveis”, afirmam eles em carta aberta.

Os líderes apelam aos governos latino-americanos para retornar seus embaixadores a Israel e “demonstrar solidariedade, não demagogia, com o país que luta para pôr fim ao terror, mas usa toda a contenção do mundo”.

A carta é assinada pelo ex-presidente peruano Alejandro Toledo; o ex-presidente uruguaio Luis Alberto Lacalle, o ex-ministro das Relações Exteriores italiano Giulio Terzi; o ex-ministro da Indústria espanhol Carlos Bustelo, o ex-embaixador dos EUA na ONU, John Bolton, entre outros.

Sul-americanos que vivem em Israel estão chocados com as atitudes anti-Israel em seus países. Leia no Haaretz.

 

Via CONIB

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s