Parashat Nassó

Moises Sadigursky

Adobe Photoshop PDF
Nesta Parashá encontra-se várias orientações do eterno para Moises e Aarão. Inicialmente manda levantar o censo dos filhos de Gershon pela casa dos seus pais segundo suas famílias com idade entre 30 e 50 anos para fazer o serviço na tenda de assinação, servir e levar cargas. Levarão as cortinas do tabernáculo e a tenda de assinação, sua coberta e a cobertura de couros que está sobre ele, e o reposteiro da entrada da tenda de assinação, e as cortinas do átrio, e a cortina da porta da entrada do átrio que está sobre o altar em redor, e suas cordas e todos os utensílios de seu serviço. Também tudo o que será entregue a eles segundo o mandado de Aarão e seus filhos.

Contarás também os filhos de Merari com idade de 30 a 50 anos. Estes terão como serviço as tabuas do tabernáculo e suas barras e suas colunas e suas bases e suas cordas com todos os seus utensílios que estarão sob o comando de Itamar filho de Aarão.
Contaram também os filhos de Kehat de idade de 30 a 50 anos. Todos os que foram contados foram oito mil quinhentos e oitenta.  Trata-se assim de uma ordenação de serviço designando o que cada grupo tinha que fazer nos deslocamentos.

Novamente nesta Parashá, a prevenção contra as doenças infecciosas é mencionada. Manda enviar para fora do acampamento todos os que padecerem de lepra ou de qualquer fluxo e todo impuro que tiver tocado em cadáver.
Orienta homem ou mulher que falsear em nome do eterno, será culpado e deverá confessar e fazer plena restituição da coisa acrescida de uma quinta parte.

O homem que desconfiar de traição por sua mulher e se enciumar da sua mulher deverá levá-la ao sacerdote com uma oferta de farinha de cevada. Tomará o sacerdote em um vaso de barro, aguas santas que misturará com pó do chão do tabernáculo e dará à mulher para beber depois de jurar inocência ou culpa. Se for culpada seu ventre inchará e será maldita no meio do seu povo. Se a mulher não for impura não sofrerá o efeito da agua amarga e será livre.

Estabelece normas para homem ou mulher que fizer voto de Nazireu para se consagrar ao eterno, deverá se abster de vinho, bebidas de uva, uvas frescas ou secas, tudo que sai das videiras. Não passará navalha na sua cabeça deixando crescer o cabelo todos os dias da sua consagração.

E falou o eterno a Moisés fala a Aarão e a seus filhos dizendo: assim abençoareis aos filhos de Israel dizendo: o eterno te abençoe e te guarde. Faça resplandecer o eterno o seu rosto sobre ti e te agracie. Tenha o eterno misericórdia de ti e ponha em ti a paz.

Quando Moisés acabou de levantar o tabernáculo, ungiu-o e santificou-o e todos os utensílios. Todos os príncipes fizeram oferendas para o serviço da tenda da assinação. Assim foi a estreia do altar feita pelos príncipes de Israel.

Quando Moisés entrava na tenda da assinação para falar com o eterno ouvia a voz que vinha dos céus e falava de cima do propiciatório que está sobre arca do testemunho, do meio dos dois querubins, assim lhe falava.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s