Parashat BeReshit

parashat-bereshit

Por Luciano Ariel Gomes

Bereshit bará Elokim…

Está uma realidade pouco comentada hoje em dia. É totalmente normal, em alguns meios, não reconhecer que “No príncipio D-us criou…”. Ao comentar isso, não o faço no intuito de criticar quem não acredita em D-us. Na verdade, até os sábios reconheceram que esta é uma área que nem mesmo o próprio D-us intervém. Assim está na Mishná:
“Rabi Hanina diz, “Tudo está na mão do Céu, menos o temor ao Céu.” . (Berachot 33b)
Uma interpretação deste verso pode nos dizer que a crença (temor) no Céu, ou seja, em D-us, é algo que fica a critério do ser humano. E isso parece ser assim mesmo.
Tenho amigos queridos, pessoas realmente boas, preocupadas com o bem comum, que não acreditam em D-us. A estas, a realidade de um Criador não ganhou significado em seus valores. Ainda assim, são de uma ética bem estabelecida, incapazes de passar alguém para trás ou de se beneficiar com o prejuízo de outrem.
Por outro lado, conheço pessoas que acreditam em D-us. Dão graças por tudo, rezam, fazem questão de cumprir suas “obrigações religiosas” e, no entanto, na hora que a necessidade aparece de mostrar que D-us existe através de seus gestos e atitudes, “desaparecem”. Humilham os outros, os envergonham e acham que estão agindo de acordo com sua religião.
Obviamente, há pessoas que creem e agem de forma condizente com sua fé, ou seja, cumprem o que chamamos de Guemilut Chassadim, atos de bondade, e descrentes que são desprovidos de qualquer valor ético e que sentem prazer no mal.
E nós, como nos identificamos? Crer em D-us é uma Mitzvá? Atribuir a Ele a existência faz parte de nossos preceitos? É preciso acreditar em D-us para ser um bom judeu ou uma boa judia? Se tudo está na mão do Céu, menos o temor ao Céu, não devemos concluir que sim? Que é uma Mitzvá?! Se não fosse assim não seria nossa escolha. Não seria livre arbítrio. Só podemos cumprir uma Mitzvá de forma consciente.
Talvez seja surpresa para alguns que quando o Eterno, nosso D-us, nos deu as Dez Palavras ( os chamados Dez Mandamentos), Ele não se identificou com “o D-us que criou os Céus e a Terra”. Mas, depois de dizer quem ele É através de Seu Sagrado Nome , Ele se identificou como “(aquele) Que vos tirou da Terra do Egito, para fora da casa da servidão.” (Shemot 20). Em outras palavras, Ele se faz presente em nossa história de forma concreta e não (apenas, e não que isso seja pouco) como o Criador do Universo. São nossas experiências com a vida judaica que nos definem, e como transmitimos aos nossos filhos o que é ser judeu/judia.
Bereshit bará Elokim…
Sim, Ele criou tudo e nos formou.
Neste fim de semana há um início claro para um jovem de 13 anos chamado Daniel Fischmann. Ele e sua família estão comemorando o seu Bar Mitzvá. Achei algo muito interessante ter sido esta a Parashá do Dani. Um jovem Bar Mitzvá que começa sua vida adulta judaica tomando consciência da origem de todos, com esperança, saberá cuidar da origem de seu povo. É muito importante que ele saiba que o Eterno criou os Céus e a Terra, no Príncipio, e no Príncipio dos Meses (Nissan), O Eterno tirou seu povo da casa da escravidão, do Egito.
Voltando aos meus amigos…sim, tenho amigos bacanas que não acreditam em D-us. Os respeito por isso e por eles respeitarem o fato de que eu acredito. Mas, com muito carinho por eles, sinto que lhes falta o reconhecimento dos “direitos autorais” de quem criou as plantas, as flores de liz, as frutas, as borboletas e os bem-te-vis; as jabuticabas, as cajás e os açaís… As onças-pintadas, os micos-leões dourados e os colibris. Você e eu.
Shabat Shalom!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s