COMENTÁRIO SOBRE A PARASHÁ VAIERÁ (E APARECEU)

parashat-vaiera

Mauro Brachmans

E APARECEU-LHE O Eterno (a Abrahão) quando estava sentado à porta da sua tenda…
Conhecemos bem essa passagem. Abrahão estava convalescendo da circuncisão que fez aos 99 anos de idade quando avistou 3 anjos. Homem de fé e muitas virtudes, tinha a hospitalidade como a mais característica. Sua casa era cercada por portas abertas por todos os lados e inspirou as nossas CHUPOT. Imediatamente foi ao encontro dos visitantes e rogou que aceitassem água, comida e sombra em sua passagem.
Os anjos predisseram a gravidez de Sara, que escutou e riu. Daí o nome de ISAAC, que significa “aquele que ri” ou “filho da alegria”.
Em seguida, revelaram a iminente destruição de Sodoma e Gomorra e partiram. Abrahão apelou ao Eterno que não destruísse as cidades e matasse os justos junto com os maus se fossem encontrados 50 justos e o Eterno aquieceu. Como Abrahão sabia que não havia 50 justos, negociou 45, depois 40, 30, 20 e finalmente 10, quando o Eterno deu o assunto por encerrado. Foi essa a origem do MINIAN. E, provavelmente, do hábito tão judaico de discutir com Deus.
Os anjos chegam a Sodoma e encontram Lot, sobrinho de Abrahão. Ele os convida a passar a noite em sua casa pois sabia que os homens da cidade os matariam, por não aceitar ali a presença de estrangeiros. Cercaram a casa e tentaram derrubar a porta, mas os anjos os cegaram e eles não conseguiram.
Pela manhã, ordenaram a Lot que fosse embora com sua família sem levar nada e não olhassem para trás. A sua mulher olhou e “converteu-se em um bloco de sal”. Escondeu-se em uma caverna e suas duas filhas, imaginando que tudo havia sido destruído e não houvesse mais homens no mundo, deram de beber a seu pai e dormiram com ele. A mais velha deu a seu filho o nome de MOAB (filho do meu pai) e deu origem aos MOABITAS. A mais nova, chamou seu filho de BEN AMI (filho do meu povo), pai dos AMONITAS.
Abrahão partiu para o sul e por temer por sua vida, por causa da beleza de Sara – que mesmo aos 89 anos tinha rejuvenescido para conceber a Isaac – combinou dizer a todos que eram irmãos. O rei Abimélech se encantou por ela e a tomou, mas em sonhos Deus disse a ele que não pecasse porque ela era casada. Abimélech questionou Abrahão sobre a razão dele ter mentido e o acolheu.
Aos 90 anos de idade (Abrahão tinha 100), Sara deu à luz a Isaac. Algum tempo depois, por ciúme ou perspicácia de entender que Ismael, filho mais velho de Abrahão com a escrava Hagar, não dispunha dos princípios morais adequados à convivência com Isaac, exigiu que Abrahão expulsasse a ambos. Com dor no coração, Abrahão atendeu à exigência, consolado pelo Eterno, que garantiu que “de Isaac será chamada a sua descendência” mas que de Ismael também nasceria uma grande nação.
Finalmente, anos depois, o Eterno impõe a Abrahão o último e maior dos testes: o sacrifício de Isaac. Isaac é levado para ser sacrificado e no último momento o Eterno o impede e providencia um cordeiro em seu lugar.
São muitas as passagens importantes desta parashá. Para cada uma delas muito há a se estudar e muito já foi dito. Todas trazem relevantes ensinamentos morais. Escolho concluir comentando sobre a saída de Lot e sua família de Sodoma. Eles nada levaram de suas posses. E foram ordenados a não olhar para trás. Sua mulher, que olhou, transformou-se em sal. Tudo o que temos – e pelo qual são justos e honrados os nossos melhores esforços – não nos pertencem de verdade. Ao deixarmos este mundo, de lamentável similaridade a uma Sodoma, levaremos a nossa alma. É dela que devemos cuidar com a maior atenção possível. E mesmo em nossa vida terrena, para seguirmos em frente não devemos olhar para trás para não nos petrificar. O que passou, passou. Remoer o que ficou para trás é guardar mágoas e envenenar o espírito. Vamos seguir leves, sem o peso de coisas que não nos pertencem, em busca de crescimento e espiritualidade.

Shabat Shalom!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s