Miketz = Fim

Moyses Sadigursky

parashat-miketz

 

O fim do aprisionamento de José ocorre depois de dois anos quando o faraó do Egito sonhou que estava perto do rio Nilo e de lá surgiam sete vacas formosas e carnudas e pastavam no prado. E eis que outras sete vacas surgiam atrás, feias e magras de carne e comiam as sete vacas gordas. Despertou o faraó e dormiu e sonhou uma segunda vez que sete espigas subiam numa só haste, gordas e boas. E eis que sete espigas miúdas brotaram depois delas e engoliam as espigas boas. Nenhum dos sábios do Egito conseguiu interpretar o sonho do faraó e José foi chamado, indicado pelo chefe dos copeiros que conheceu José na prisão e sabia da sua capacidade de i9nterpretar sonhos.

José interpreta ambos os sonhos como uma mesma mensagem de D’us para o faraó: sete anos de fartura virão e em seguida sete anos de fome, e aconselha ao faraó a armazenar os grãos da produção durante os sete anos de fartura.

O faraó nomeia José como governador do Egito com pleno poder, abaixo apenas do faraó para executar a tarefa de armazenamento da colheita nos anos de fartura.
José casa com Asenath, filha de Potifar, chefe de On, e tem dois filhos: Menashe e Efraim.

A fome se espalhou por toda a região e alimento só podia ser obtido no Egito. Dez dos irmãos de José vieram ao Egito para comprar grãos, somente o caçula Benjamin ficou em casa devido ao temor de Jacó pela sua segurança.

José reconhece seus irmãos e arma uma estratégia para trazer todos, inclusive seu pai Jacó para o Egito. Termina a Parashá com a vinda de Benjamin que fica no Egito como servo de José.

Acima está em resumo o relato histórico, mas o eixo central desta Parashá é a interpretação dos sonhos que José era um especialista. O Talmud dedica várias páginas sobre interpretação de sonhos. Os sábios acreditam que os sonhos são mensagens de D’us que nos são passadas enquanto dormimos.

Os rabinos constantemente estão nos estimulando a estudar a torá. Os mais famosos rabinos já estudaram a torá e deram sua interpretação que muitas vezes repetimos. Realmente devemos estudar a torá pois quando pensamos num conhecimento, na torá tem precedente.

Podemos dizer que esta Parashá contém o primórdio da psicanalise. Freud provavelmente se inspirou na torá, nesta Parashá,

Para criar a psicanálise. Ele não atribuiu os sonhos como mensagens de D’us, mas como um reflexo dos nossos temores, das nossas ansiedades, dos nossos desejos ocultos ou das nossas fantasias e vivencias cotidianas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s