Parashat KiTissá: Estudar a Lei da TORÁ não basta; é necessário praticá-la¨.

Bass Cheiva

A Parashá que será lida esta semana é KITISSÁ-Sefer SHEMOT-Êxodo.

O texto em referência, trata de vários assuntos:

·         Inicialmente aborda as instruções de Adonai para Moshe sobre: a realização do censo, no qual cada pessoa, maior de 20 anos, doaria uma moeda de meio shekel.

·         Como fazer o incenso para o MISHKAN (o   Santuário Sagrado que
abrigaria as Tábuas da Lei);

·         A escolha dos jovens BETSALEL e AHOLIAV   para construírem o MISHKAN.

 
Abro aqui um parêntese de destaco as palavras do SENHOR  com
relação  aos jovens:

“…e Fiz com que ficasse repleto de espírito de D,  em ciência, em inteligência, em saber e em todas as artes  …”   e  “no coração  de
todo sábio  pus ciência”.

Adonai  advertiu  que o trabalho da construção da Tenda da Reunião e da Arca Sagrada seria realizado em seis dias,  o Shabat é sagrado.

Dando continuidade a vida no deserto, Moshe ficou  40  dias e noites no Monte Sinai, recebendo instruções e o Decálogo para transmitir ao povo.
Nesse período  da permanência de Moshe na montanha todos pensavam que ele estava demorando, se havia morrido e que precisavam de um outro líder uma fé.

Foi construído um bezerro  de ouro, fruto de doações, sinal de idolatria, herança do que vivenciaram no Egito.

Ao descer do Monte Sinai  com as Tábuas da Lei, Moshe se deparou com o fato inesperado: a adoração ao bezerro de  ouro. Reagiu indignado o grande líder quebrando as pedras  onde estavam  gravados, de acordo com a TORÁ , “Tábuas escritas com o dedo de D”.

Após esse episódio, Moshe intercede pelo povo pedindo a Adonai que perdoasse a  transgressão  da idolatria.

O Senhor diz a Moshe que rumo à  terra prometida enviará um anjo à
frente do povo, ajudando para vencer os  Cananeus, Emoreus e outros
habitantes da região.

Reforça a santidade do Shabat, não construir imagens para adorar e fala sobre as festas dos pães ázimos (MATZOT),  que ocorre no mês da primavera, a festa das Semanas-das Primícias e a festa da colheita no início do ano vindouro.

Essas  festas são denominadas Shloshá Regalim:
“3 vezes ao ano aparecerá o homem de teu povo diante do Senhor, O Eterno, D de Israel”.

Retorna Moshe com as Tábuas da Lei e sua face resplandece por ter
falado com Adonai.

Shabat Shalom

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s